terça-feira, 26 de agosto de 2014

Te espero

Aceito sua ausência. Ela é sentida diariamente. É encontrada em cada olhar perdido meu. É percebida por qualquer um que esteja um pouco mais atento. Mas não há dor, ou ressentimento. Há fé. Há esperança. Sua procura é tão longa e angustiante quanto a minha. Eu entendo. E aceito. Porque além de vontade de te ver de novo, há certeza de que esse momento tem seu próprio tempo. Sinto saudade. Saudade porque eu sei que há de ser um reencontro. E sei que você também sente essa distância rasa, estreita, próxima... Você sabe que se estendermos as mãos, poderemos tocar um ao outro. Caminhamos lado a lado. Posso sentir seu cheiro, o calor da sua respiração no meu cabelo, num abraço longo e consolador. O timbre da sua voz é familiar, é melodioso, é um pouco meu também. Se prestar bem atenção, consigo ouvir o som das teclas enquanto você digita seu relatório para a empresa. E você também ouve o som das minhas teclas, e sabe que escrevo para você. Sabe as músicas que vou ouvir enquanto te escrevo, e procura suas cifras para me acompanhar. Sabe ainda que será meu companheiro quando for visitar a torre Eiffel. E que vai tirar aquela foto clássica, já que é você que conhece meu melhor ângulo, e liberta meu sorriso mais gostoso, minha risada mais sonora. Sabe também que a minha afinação voltou, só porque você está perto o suficiente para aquecer tudo, até minhas cordas vocais. Sabe que aquele pijama macio espera por você dentro da gaveta. Sabe que se há brilho nos meus olhos é porque eu sei que vou ver você ajeitando os óculos para me ver procurar feito louca minha caneca preferida, que você escondeu de propósito. E ver você tirando os óculos quando eu chegar perto e te pedir um beijo. E você vai sentir minha pele gelada quando percebo que vou ganhar um pouco mais que isso... Essas certezas nos acompanham. São elas que tornam essa espera menos sofrida. E essa saudade só não dói porque de algum jeito, misterioso e óbvio, estamos juntos nessa espera, certos de que falta muito pouco...

2 comentários: